quarta-feira, 26 de outubro de 2016

O banheiro e a humildade

Acho que umas das tarefas mais humildes do mundo deva ser lavar o banheiro. Lavar a sujeira que esse lugar costuma acumular tem algo de edificante. Lavar sua sujeira. E ás vezes até a dos outros. Então se um dia você estiver se sentindo muito altivo e acima do restante dos mortais (??), lava um banheiro que passa. Será que alguém faria uma coisa dessas? Os arrogantes teriam ideia de que são arrogantes? Questões.

OBS: Ou seja apenas eu sendo eu mesma e pensando DEMAIS enquanto lavo o banheiro. Semana após semana.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Isso é grave, doutora?

"Você está infeliz. Está isolada. Acha que você é a causa desta infelicidade e que não merece afeto, então tem poucos amigos. Recentemente perdeu algo que considera muito importante. Seu amante, sua fé, sua família, ou todos os três. Você se culpa, isso te deixa neurótica. Você não dorme e nem come nada saudável. Costumava cuidar da sua aparência, mas perdeu o interesse nisso, então evita espelhos. O sol te incomoda, e você também o evita, e se culpa por isso, já que não acha saudável e até mesmo imoral, não gostar do sol. Você não é de convenções, ou não estaria aqui. Mas gosta de fingir que é, para que não falem de você. E, ás vezes, você gosta disso e veste-se para chamar atenção. Mas acha tolos os homens que te olham, ou pior, que são atraídos por uma aparência tão óbvia. E é atraída por homens amargos, complicados e impossíveis, garantindo sua infelicidade e isolamento, porque no final das contas, você é mais feliz sozinha. Mas não é nem mesmo assim, porque não consegue parar de pensar no que perdeu, pelo que também se culpa. E o ciclo continua. A serpente que come a própria cauda."

Dra. Seward para Vanessa Ives em Penny Dreadful s03. Tantos feels nessa fala que nem sei.

Que série, meuza migos! Pena que acabou. D:

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Livro: Sua voz dentro de mim - Emma Forrest

A Emma tem o dom de, com sua escrita, nos fazer sofrer junto com ela. Algo muito visceral mesmo, uma forma incrível de passar tudo o que sente por meio das palavras. E como dói, sabe.

Eu passei por transtornos mentais com o uso do ac, mas depois de umas três semanas de suspensão do mesmo, eu já pude ter o vislumbre da melhora, de me sentir sendo eu mesma, enfim. Ainda que eu não me sinta 100%, sei que o pior já passou e agora posso colocar tudo em perspectiva.

Mas justamente por ter passado por tanto, eu me sinto muito empática em relação às pessoas com quaisquer transtorno. Eu tive o privilégio de sofrer isso pelo uso de algo passageiro, mas quem não tem essa opção? Quem sofre desse mal naturalmente, sem uso de medicamentos que os tragam a tona? Me dói saber o quanto tanta gente sofre. Por isso, ao final da leitura eu me senti bem mal. E foi estranho, pois ao longo da leitura eu estava indo até bem, mas ao final, não sei...senti muito por ela e por tudo que passou.

A Tary que fez a indicação e eu acatei, pois me identifico com seu gosto literário, mas como ela mesma disse na indicação, leia quando estiver em um momento bom, sem nenhum tipo de bad. Porque ela vem e vem forte com essa leitura.

domingo, 16 de outubro de 2016

Momentos

Minha curta historinha com The O.C. foi na época em que ela passava na tv a cabo, e eu amava assistir, mas nunca vi direitinho, só episódios soltos.

Quando foi anunciado que ela chegaria à Netflix, me animei e aguardei isso pra enfim ver todinha. Ontem vi uns 6 episódios e sei lá. Não curti ??

Mas acho que é o meu momento, terminei sexta de ler um livro pesadodramático, que mexeu comigo, então acho que não é o momento pra ver a série, porque acho ela com uma vibe TÃO pesada, sabe. É muito drama por metro quadrado e eu prefiro apenas que não.

Aguardarei um momento mais propício pra colocá-la em dia. No entanto sigo reassistindo Lost e QUE.SÉRIE.MEUZA.MIGO! ❤

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Percepção

Eu só pude ter noção de quem eu verdadeiramente sou quando deixei de ser eu. Medo. Desespero. Dor. Eu me resumia a isso apenas. Tentando fugir loucamente daquela prisão, daquele monstro. Mas ainda assim era eu? Esse monstro tá dentro de mim? Porque ainda que não seja minha natureza, se houve uma manifestação, ainda que por apenas 3 meses (que mais me pareceram, vocês sabem, anos), eu devo ter um resquício disso dentro de mim. Será?

Mas passou e agora sou eu novamente. E o grande defeito (egocentrismo) que me envergonhava, agora eu louvo. Amém! E o que eu até me orgulhava (perfeccionismo), prendo sem respiração até morrer. Morre, desgraça!


Meus defeitos me salvaram.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

And the Oscar goes to...

Então o prêmio Nobel de Literatura foi pro


BOB DYLAN!

Questãs:
Música é literatura?
Músicos agora poderão ser premiados como literatos?
Como vai ficar a visibilidade de autores desconhecidos que esse prêmio promove?
Por que não premiaram Leonard Cohen ainda?


Tô confusa. Buguei.

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Desejo do Dia #1

Melissa #BeachSlide! ❤️ @laricunegundes #clubemelissa #mashupbh #melissamashup #sociadoclube #temnoclube

Uma foto publicada por Clube Melissa Contagem (@clubemelissashoppingcontagem) em


Desejo do dia: Melissa Beach Slide Rosa Candy. Preciso!


Claro que não encontrei em lugar nenhum.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Séries atrasadas #2

Depois de passar por um período tenebroso da minha vida que me levou até a vontade de assistir minhas 28173817 séries, eis que melhorei muito ao ponto de conseguir voltar a vê-las e virei aqui fazer comentários atrasados a respeito porque sim.

Esse post contém spoilers de Grey's Anatomy s12!

Tenho uma relação de amor e ódio com a Meredith. Ela é a protagonista da história e passa por uns bons bocados, afinal é cria de senhora Shondanás, né? Mas como ela é egoísta, PQP! E detesto o jeito que ela trata a irmã do marido, pobre Amelia, sendo até falsa com a mina assim na cara dura, sabe? Qual a necessidade?

E a Jo, minha gente? Quando vi ela tirando as rôpa com o cara ali já pensei que ia dar merda mesmo mas acho esse tipo de cena tão blé, sabe. O namorado chega e pam! Pensa que a pessoa tava fazendo lambança na cama com outro. ~revira os olhos~ Melhore, Shonda!

sábado, 8 de outubro de 2016

Círio de Nazaré em Belém: Curiosidades e Almoço

Como eu disse pra vocês no primeiro post a respeito, ficaram faltando algumas informações que eu vou colocar aqui como curiosidades. Vamos lá!

Na semana anterior ao grande dia, vários peregrinos vindos do interior do Estado vem a pé pela BR-316 para a cidade. São caravanas, com toda uma programação de paradas e com pessoas ajudando durante o caminho dando abrigo durante a noite, café da manhã, almoço e lanches durante o dia. Tem também caravanas de ciclistas.

A decoração da berlinda muda em alguns momentos das comemorações. São no mínimo quatro decorações diferentes: no Traslado, no caminho para a Romaria Fluvial, na Trasladação e no Círio, propriamente dito. Já chegou até a ter concurso para a escolha do manto que a santinha vai usar e exposição dos mantos usados em anos anteriores em shoppings da cidade.

Além dos carros dos milagres, no Círio existe também o carro dos anjos, onde qualquer criança vestida de anjo (é uma tradição) tem direito a utilizar, dentro da lotação exigida.

Existe a Corrida do Círio, uma maratona comum onde os corredores percorrem 10 km. Esse ano acontece no dia 23 de outubro, comemorando seu 33º aniversário. Tem também a versão infantil, a Corridinha do Círio, que esse ano acontece dia 12/10, em sua 9ª edição.

Além de todas as 87871 procissões, ainda tem a Romaria das Crianças, em que pais levam seus filhotes pra percorrer um caminho mais curto (2,8 km) e é bem mais tranquilo, claro. Esse ano acontece dia 16/10.

A imagem que percorre todas as 11 romarias do Círio não é a original, que devido à idade (221 anos) e fragilidade do material (madeira) fica quietinha na Basílica de Nazaré, no lugar mais alto do altar, chamado de Glória. Nesse ano a descida do Glória ocorrerá dia 08/10 e o retorno, a subida ao Glória ocorre dia 24/10. Nesse período ela fica no altar, em local mais próxima do público.

A imagem que enfrenta todas as procissões é a imagem peregrina, uma réplica dessa imagem original.

Já em setembro começam as novenas, em cada bairro da cidade. As pessoas das comunidades católicas de cada bairro se juntam e programam a visita da santa (réplicas e mais réplicas) a casa de cada participante. A minha lembrança mais viva disso é na infância, em que eu participava ativamente dessas novenas no conjunto residencial onde cresci. Depois das rezas em cada casa, geralmente tem um momento de confraternização com comidinhas e refrigerante.

O cartaz do Círio é uma das maiores tradições, tendo um diferente a cada ano. Ele é distribuído gratuitamente nas Igrejas e em estabelecimentos comerciais pela cidade. O cartaz geralmente é pregado nas paredes, em lugar de destaque nas casas, para todo mundo ver.

Durante o mês de outubro e indo até novembro, tem um parque (ITA), que faz parte do Arraial de Nazaré, próximo á Basílica de Nazaré que faz a diversão da cidade. Todo dia o parque fica lotado, é uma tradição mesmo, as pessoas sentem que ir faz parte de programação de festividades do Círio, tem que ir! O parque não é nada de incrível mas é muito divertido, eu adoro! Apesar de hoje nunca ir em brinquedo nenhum (medo). rs

Agenda completa aqui.

Nova_imagem03 Imagem original sendo retirada do Glória

peregrinacao2 Novena seguindo para a próxima residência

0E22CCAF-92A3-4883-BF4A-84AD230D5C46_cartaz-2013

6282831485_c5e11e9d2e_z


A cidade fica com um clima muito diferente durante a época do Círio, as ruas começam a cada dia a encher e encher de turistas, de todos os lugares do mundo. É o grande show turístico de Belém, todo lugar que você vai tem uma movimentação diferente, um sotaque que a gente não tem familiaridade.

O almoço do Círio é aquele momento mais delícia, depois de toda a canseira da maratona que é o Círio, o momento da confraternização. Momento de encher a pança de coisas gostooosas! É muito bom marcar a data, definir quem vai levar que prato, escolher a sobremesa que se vai preparar...e chegar no local, com todo o calor humano da família e amigos. Gente, é muito amor! Assistir a cobertura que o canal de tv local faz, de todo o trajeto, mostrando e comentando sobre cada momento, sobre cada história.

A tradição que não pode faltar, a maniçoba e o pato no tucupí, no mínimo. Muita pimenta pra deixar a comida ainda mais saborosa, eu gosto! Cada família tem sua logística mas em comum é que em cada lar existe o amor, a união, a demonstração de desejar sempre coisas boas, é tanta energia positiva sendo trocada que não tem como não se deixar levar. Amor, o Círio é apenas amor na vida de todos nós paraenses. Convido vocês a virem pra cá nessa época, quem sabe logo ano que vem e vejam com seus próprios olhos e sintam com seus próprios corações isso que só nós sabemos como faz. Vem!

E3CA4F20-0A83-43DB-9878-2B54E648C183_maniva
Maniva, que depois de uma semana sendo fervida, vai virar a deliciosa maniçoba

boa-vista-dia-paraense-tucupi

ac12-manicoba
Maniçoba santa de cada Círio!

112847_pato640
Ó o pato no tucupí


ac12-pato
Vem logo, Círio!



Texto originalmente postado em 01/10/2013 mas resgatado dos rascunhos com as devidas atualizações porque acho importante compartilhar. Leia a primeira parte aqui.



Visitem o site oficial, tem outras informações legais. A página do G1 especial sobre o Círio 2016 também, com várias notícias.

Imagens by Flextours, G1, ORM, SkyscraperCity, Círio de Nazaré.

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Círio de Nazaré em Belém: História e Procissões

Todo ano acontece um negócio aqui em Belém que é minha segunda época preferida do ano: o Círio de Nazaré, o conhecido Natal dos paraenses. E já tem mais de dois séculos essa tradição. *O* Olha só a história:


"A devoção a Nossa Senhora de Nazaré teve início em Portugal. A imagem original da Virgem pertencia ao Mosteiro de Caulina, na Espanha, e teria saído da cidade de Nazaré, em Israel, no ano de 361, tendo sido esculpida por São José. Em decorrência de uma batalha, a imagem foi levada para Portugal, onde, por muito tempo, ficou escondida no Pico de São Bartolomeu. Só em 1119, a imagem foi encontrada. A notícia se espalhou e muita gente começou a venerar a Santa. Desde então, muitos milagres foram atribuídos a ela. No Pará, foi o caboclo Plácido José de Souza quem encontrou uma réplica da santa, esculpida em madeira, em 1700, às margens do igarapé Murutucú (onde hoje se encontra a Basílica Santuário), a pequena imagem da Senhora de Nazaré. Após o achado, Plácido teria levado a imagem para a sua choupana e, no outro dia, ela não estaria mais lá. Correu ao local do encontro e lá estava a “Santinha”. O fato teria se repetido várias vezes até a imagem ser enviada ao Palácio do Governo. No local do achado, Plácido construiu uma pequena capela, que passou por reformas e hoje é grandiosa, conhecida como Basílica de Nossa Senhora de Nazaré."



A Santa passa o ano inteiro na Basílica de Nazaré até o dia do Círio (todo segundo domingo de outubro), na noite anterior ela sai de lá em uma procissão (chamada Trasladação), segue em direção à Catedral, que é o local de partida para a procissão oficial, o Círio propriamente dito, sempre comemorado no segundo domingo de outubro. Mas as romarias não são apenas essas duas não. A partir da sexta-feira anterior ao grande dia começam as procissões. Nesse dia de manhã, por volta de 8:30hs, na romaria conhecida como Traslado Ananindeua-Marituba, ela sai da Basílica em direção a igreja matriz do município de Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém, num percurso que dura em média 12hs. É a romaria mais longa, com 57 paradas. Durante todo o trajeto as pessoas a acompanham, com muita emoção, rezando e saudando a Virgem. Muitas casas e pontos comerciais localizadas no percurso, ficam enfeitados com balões, flores, imagens, etc..., tem uns que capricham de verdade, é bonito de ver! A noitinha ela chega em Ananindeua e ali permanece durante a noite, onde geralmente ocorre uma vigília.

cirio2 Em Ananindeua, muita festa nas ruas!


Na manhãzinha do sábado, por volta de 6hs, depois de uma missa, ela sai da igreja em Ananindeua e segue em direção ao trapiche da Vila de Icoaraci, distrito de Belém, acompanhada de motoqueiros, ciclistas e carros. Todo mundo faz questão de mostrar sua fé. Do trapiche de Icoaraci sai a procissão fluvial, em que ela percorre em um barco as águas da baia do Guajará. Vários outros barcos acompanham o barco oficial, desde lanchas até barquinhos dos ribeirinhos e pescadores locais. De Icoaraci ela segue em direção ao porto de Belém, num trajeto que dura por volta de 5 horas.

cirio-3

cirio-5 O negócio é concorrido, viu

cirio-4 Montes de barquinhos acompanhando

Quando acaba a procissão fluvial, a Santa segue para o Colégio Gentil Bittencourt, que é o local de saída para a Trasladação, à noite. A Trasladação anos atrás era a oportunidade que algumas pessoas, que preferem evitar o sufoco da procissão oficial, poderem prestar sua homenagem e/ou pagar sua promessa. Mas agora não mais, a Trasladação já é tão concorrida quanto o Círio, já que a cada ano é maior o número de pessoas que vem à Belém apenas para participar desta festa da fé. O ponto final da Trasladação é a Catedral de Belém, ponto de saída da romaria na manhã do domingo, o Círio de verdade. Ufa! Já cansou até aqui? Ainda tem o momento mais esperado...

2967052099_226c84479f_o

2967052099_226c84479f_o

cirio-6

No domingo, por volta de 6 horas da manhã a Santa sai, na Berlinda. Ela vai seguindo pelas principais ruas do centro da cidade, com pontos comerciais (como bancos, jornais, sedes de time de futebol) fazendo as mais lindas homenagens com papel picado, ou chuva de balões, ou canto religioso de algum artista da terra e/ou artistas brasileiros famosos convidados (ou tudo junto e misturado), onde a berlinda faz pequenas paradas para receber tais agrados. Com mais de 2 milhões de pessoas a acompanhando, e algumas em arquibancadas que ficam ao longo da Avenida Boulevard Castilhos França ou da Avenida Presidente Vargas, únicos pontos autorizados a ter tal estrutura. E as pessoas de suas próprias casas ou apartamentos que ficam no caminho da procissão, que são os grandes privilegiados, né? Podem ver a Santa de perto, do conforto do seu lar.

cirio-8

Uma corda é atrelada à berlinda, onde os peregrinos mais corajosos se esforçam para leva-la até seu destino. Sério, aqui essas pessoas são muito respeitadas, só acompanhar a procissão a pé é uma maratona, ir na corda, em que cada pedacinho é super disputado, é realmente uma demonstração de coragem e fé! E não é para qualquer um, muitas pessoas desmaiam, passam mal e precisam ser retiradas do meio. Quando vai chegando ao final do trajeto a corda é desatrelada da berlinda, para agilizar, e os que vão na corda cortam-na em pedaços, para guardar de lembrança, transformando-os em relíquia. Ás vezes dá briga mas nada de grave aconteceu até hoje. E essa prática não é apoiada pelos organizadores da festividade.

cirio-8

cirio-8 Saída da Catedral, aquele prédio branco lindo ao fundo

cirio-7 Um dos momentos mais tensos do trajeto: uma curva fechada com subida logo depois. SUFOCO!

cirio-9 Pedaço da corda sendo erguida pra homenagear a Santa e estimular os promesseiros a seguirem em frente, seguirem em frente! Gooo!


Acompanhando à frente e atrás, vão os carros dos milagres, em que muitas pessoas depositam réplicas do motivo de suas promessas. Tem muita casa em miniatura, de pessoas que conseguiram comprar sua casa própria; várias partes de corpos confeccionados em cera, como pernas, pés, braços e até orgãos como fígado, rins, etc..., em que as pessoas agradecem a cura de alguma doença. Livros, dos que passaram no vestibular. Tem muitas velas também, das pequenas às grandonas, geralmente confeccionadas no tamanho real do promesseiro, e também em agradecimento a alguma superação pela qual passou. Eles depositam tudo nesses carros ou acompanham a procissão segurando os seus próprios pequenos monumentos, depositando-os ao final da procissão.

cirio10 Um dos carros dos milagres em ação: alunos das mais tradicionais escolas católicas da cidade são voluntários nos carros

cirio-11 "Miniatura" do carro dos milagres por um promesseiro

A demonstração de fé das pessoas nesse momento não para, os que mais me dão dó são os promesseiros que fazem todo o trajeto de joelhos. GENTE! De joelhos eles vão, sendo amparados por seus acompanhantes e também por estranhos, que veem ali uma maneira de ajudar. Dão água de graça, pegam papelões para pôr no chão, antes dos promesseiros passarem, pra aliviar um pouco a dor que o asfalto causa. Eu não sou católica, não me apego a nenhuma religião, mesmo tendo sido criada por esse dogma e ter uma família toda católica, mas eu creio em coisas boas, em algo superior, em energia positiva, em fé e é isso que acontece no Círio, independente de religião. É assim que eu enxergo e, também por lembranças boas da minha infância, eu amo o Círio. É algo que só existe aqui em Belém, em lugar nenhum do mundo você é capaz de ver uma concentração tão grande de gente unida por um só sentimento: fé.

cirio-14

cirio15

Enfim, a procissão principal dura cerca de 5-6hs. Ao final tem mais uma missa, de retorno da Santa ao seu lar (Basílica) mas ela não fica na igreja ainda, fica em exposição para aos fiéis na Praça Santuário por 15 dias, localizada na frente da Basílica de Nazaré. E assim termina a romaria oficial do Círio em Belém. Daí o pessoal segue para suas casas pra se reunir com familiares e amigos, e enfim celebrar com o almoço do Círio, que eu vou contar no próximo post sobre, se não vocês não vão mais querer ler issaquê.

cirio16 Tem toda uma logística pra fazer a procissão caminhar no tempo certo

cirio17 Chegada da Santa à Praça Santuário, com a Basílica de Nazaré ao fundo

cirio
Trajeto completo, é muitaaa coisa! D:

O post ficou gigantesco e ainda faltaram alguns detalhes pra falar (dá pra acreditar?), mas vou ver se coloco um tópico de curiosidades no próximo post, que espero, seja menor que esse, tá? Tomara que vocês tenham gostado, pois é muito especial pra mim falar sobre o Círio aqui no blog.

Texto originalmente postado em 01/10/2013 mas resgatado dos rascunhos com as devidas atualizações porque acho importante compartilhar. Leia a segunda parte aqui.

 
Se quiserem maiores informações, o Wikipédia tá bem completo, recomendo! Tem também a página oficial no Facebook e o perfil do twitter, com cobertura completa da programação e andamento das procissões. No G1 tem uma página dedicada com várias matérias.
 
Imagens by G1, Agência Pará, Passeios.org, Vanderlan, Blog do HEMOPA, Alcilene Cavalcante, UOL, Círio de Nazaré, O Povo, Último Segundo.

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Livro: Alucinadamente Feliz - Jenny Lawson

Alucinadamente Feliz tava bem engraçado até eu sentir que tudo parecia meio forçado ??

O que pode ser o intuito do livro, afinal de contas, se você possui quase todos os transtornos mentais possíveis e decidiu que passaria a ser alucinadamente feliz com absolutamente tudo que acontecesse, claro que a pessoa vai precisar se esforçar muito pra tirar leite de pedra, né?

Ou então pode ser apenas aquela questão de que as coisas que você não gosta e as que gostam também querem dizer muito mais a respeito de você, do que com a coisa propriamente dita.

Enfim, não sei o que dizer, nem sei mais o que sentir em relação a esse livro. Alguém aí leu? Me deixa um comentário do que você achou do livro, pfvr?

P.S.: Escrevi esse post quando tava em uns 50% da leitura mais fui avançando, e percebendo que os problemas do livro nem são tão problemáticos AHÁ assim e vale demais a leitura pelos momentos em que ela fala mais a sério a respeito dos transtornos, pois houve muita identificação da minha parte *-* Minha dificuldade foi mesmo em acompanhar a linha de raciocínio dela com as histórias hilárias de sua vida porque eu sou o extremo oposto dela ? XD Mas ainda assim recomendo muito e pretendo reler um dia pois muitos feels.