segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Isso é grave, doutora?

"Você está infeliz. Está isolada. Acha que você é a causa desta infelicidade e que não merece afeto, então tem poucos amigos. Recentemente perdeu algo que considera muito importante. Seu amante, sua fé, sua família, ou todos os três. Você se culpa, isso te deixa neurótica. Você não dorme e nem come nada saudável. Costumava cuidar da sua aparência, mas perdeu o interesse nisso, então evita espelhos. O sol te incomoda, e você também o evita, e se culpa por isso, já que não acha saudável e até mesmo imoral, não gostar do sol. Você não é de convenções, ou não estaria aqui. Mas gosta de fingir que é, para que não falem de você. E, ás vezes, você gosta disso e veste-se para chamar atenção. Mas acha tolos os homens que te olham, ou pior, que são atraídos por uma aparência tão óbvia. E é atraída por homens amargos, complicados e impossíveis, garantindo sua infelicidade e isolamento, porque no final das contas, você é mais feliz sozinha. Mas não é nem mesmo assim, porque não consegue parar de pensar no que perdeu, pelo que também se culpa. E o ciclo continua. A serpente que come a própria cauda."

Dra. Seward para Vanessa Ives em Penny Dreadful s03. Tantos feels nessa fala que nem sei.

Que série, meuza migos! Pena que acabou. D:

Nenhum comentário:

Postar um comentário